quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Acreditar no impossível



"- Não posso acreditar! - protestou Alice.
- Ai não? - perguntou a Rainha, num tom condescendente. - tenta lá outra vez: fecha os olhos e respira fundo.
Alice desatou a rir.
- Não vale a pena tentar - disse. - Ninguém pode acreditar em coisas impossíveis.
- Cá a mim parece-me que não tens muita prática - opinou a Rainha. - Quando eu era da tua idade, treinava quatro horas e meia por dia, e às vezes chegava a imaginar seis coisas impossíveis antes do pequeno-almoço. (...)"

[in "Alice do Outro Lado do Espelho"]




P.S. What better way to end up the year then training myself to believe in impossible things? (Like I didn't already... actually I believe that's what still makes me go on).

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Arquivo # 5

(ou não...)


Ontem ela espreitou, pela porta entreaberta.
E ficou a olhar-me sem saber bem se havia ou não de entrar.


Hoje custou-me muito levantar.
E senti uma corrente de ar, era a porta escancarada.



_________________________ //_________________________


Sometimes, when I’m happy for a wile, I miss crying.
So I make myself think of sad things and cry.
Sometimes it’s hard, but I kind of need it…

Right now is getting too easy to cry.
That scares the hell out of me.



_________________________ //_________________________


"E então ela analisa com cuidado, percebendo que alguns nomes não permitem trocadilhos. E isso irrita."

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

That's what you get...




P.S. Anyway, thanks G.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Esta é minha






Obrigada E.
Obrigada V.
Adoro-vos.


Presque que j'ai pleuré quand à l'avril… sérieusement.
(Quelle conne! Ça c’est qui je suis vraiment…)

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Aos fiéis leitores

Um Felicissímo Natal!!!
Uma consoada cheia de iguarias e prendas fantásticas a todos!
(não, não sou eu que as vou dar).
E pronto, já agora, Amor, Alegria, Saúde e essas coisas todas que também fazem falta!

P.S. Estou a trabalhar até às 18h, portanto para quem não está...
Bah, o Espírito Natalino (como diz a E.) é mais forte e não consigo dizer coisas feias hoje. Acho.

Fiquem bem.*

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Ida ao dentista

(correcção: Ida à dentista.)


Clínica da CUF, Torres Vedras.


Dra.S.T.:
- Hum... esse sizo não tem espaço, temos de extrair.
Eu:
- Ok...
Dra.S.T.:
- Pode ser já?
Eu:
- Hum... pode.


E pronto, já foi à vida.


E não doeu, e foi um instante e ainda recebi um bolo rei! =)

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Perdido por cem...

My Chemical Romance - All I want for Christmas is you (best cover of this song ever!)


Why can’t everything be just plane and simple?
Why does it have to be so complicated?
I’m done with it. I’m so sick and tired.
I need stability. Peace of mind.
Involved in a total roll of emotions, of love, laughing, living…
But simple.
Everyone just saying what they’re thinking, what they’re feeling.
No more of that kind of games…



I prefer to laugh when you hit me then when you tickle me.
I may be weird.
I may be crazy.
I may be difficult to figure out.
But in the end I’m the simplest kind of girl you could find.
I’m the kind of girl that falls in love easily, but has big troubles when “contrarywise” is needed.
I like running around sprinklers on hot days.
I like to play Lego and make puzzles.
I like riddles.
I like when you make me laugh.
I like a cup of tea when sitting near the fireplace watching some silly movie.
I like to make soap bubbles.
I like to watch the stars.
I like dresses and photos and filming.
I like old stuff and sushi and butterflies.
I crave to be happy, more than anything in the whole world and…


(Should I activate "tira-daí-o-sentido mode" now??)

Vou-me arrepender...



Há dias em que não se quer que chova e a chuva cai,
Dias em que se quer esconder o medo e ele foge,
Dias em que dizemos que chega e queremos mais,
Dias em que me convenço de que não importas sabendo que minto,
Dias em que o vento nos sacode os cabelos,
Em que o frio nos faz tremer incessantemente
E uma voz cá dentro grita que vivamos.
Não dias, mas hoje.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Pois é...



Hoje é isto.




[Se eu não fosse (tão) estúpida não sei o que é que queria ser...]


P.S. Adorei a tarde R., e a noite também, apesar de tudo.
E desculpa mais uma vez a "excursão a Santos"...

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Too perfect to be true...



Plans for this week:
Thursday, going to Lisbon, shopping and stuff with R., going to A.'s birthday dinner with G., staying at his place and having lunch with (B.), C. and D. on friday.
Was too perfect...
(can we still save it?)


(Btw, can I join you bumping my head on the walls?)

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Mas que raio...



Jacaré, suponho que me continues a ganhar naquela história das pessoas que vão aí parar ao Purgatório procurando no google todo o tipo de coisas estranhas...
Mas olha, pesquisa aí "soutien bicudo"!
LOL
Cat, obrigadinha pelo alerta (ainda que me continue a questionar porque raio andavas tu à procura de soutiens bicudos...).
;p

domingo, 14 de dezembro de 2008

I just had to post this one



Hoje na missa, diz o padre:
- Não deixeis apagar a luz do Espírito Santo. Não deixeis que se apague!


E dito isto falta a luz.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

o Bolt não... este sim!




Olha que giro... mesmo no dia dos meus anos!!
hihi ;)

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Quero ser feliz!!!



E para isso há que facilitar, não?
Ora bem, então quem me quiser fazer feliz pode:


- Levar-me ao Borboletário do Jardim Botânico (se calhar na Primavera é mais bonito, não sei…);
- Levar-me ao Hospital da Bonecas (não vou lá desde criança e tenho saudades!);
- Levar-me a comer sushi;
- Oferecer-me praticamente qualquer livro da Taschen (principalmente se tiver a ver com moda/design);
- Oferecer-me chocolates, gomas, chupa-chupas…;
- Levar-me ao cinema e deixar-me escolher o filme (e se comprarem pipocas ficam já a saber que prefiro salgadas);
- Se for assim proximamente, ver iluminações de Natal também me parece bonito…;
- Fazer piqueniques (daqueles sem formigas);
- Levar-me à praia, a ver o mar, até o sol se pôr;
- Levar-me a um sítio com céu limpo e escuro o suficiente para se verem as estrelas (podia ficar horas a olhar para elas…);
- Desencantar um sítio onde haja macarrons (mas bons!);
- Arranjar um grupo de amigos (ou não) e fazer karaoke;
- Alugar um filme para ver em casa enroscada/os no sofá (alguns que tenho na lista: “a residência espanhola”, “bonecas russas”, “a ciência dos sonhos”, e muitos outros que de momento não me lembro);
- Levar-me a passear a qualquer sítio bonito/novo/diferente…;
- Oferecer-me caixas de lata antigas daquelas com desenhos lindos, caixas de música (não é das pirosas!), um Santo António rosa choque, cadernos antigos, livros antigos, livros infantis daqueles com ilustrações lindas, vestidos, uma polaroid, coisas giras e originais... ;)
- Levar-me a um parque de diversões e não achar ridículo andar de baloiço;
- Levar-me a sair à noite para dançar (eh pah mas trance é que não!);
- E para já por aqui me fico, que também não quero parecer “pedinchona” ou assim…


P.S. Achei que isto seria mais razoável do que escrever uma carta ao Pai Natal, uma vez que ouvi dizer que o dito senhor não existe…



P.P.S. E como devem calcular grande parte dos pontos acima funcionam melhor se for com alguém… especial, vocês sabem (ah e tal, eu não queria dizer isto para não parecer mal, mas depois ainda apareciam aí pessoas que eu nem conheço a convidar-me para ir ao Borboletário, e recusar assim tantos convites também era chato… não?)
;p



P.P.P.S. (@21-01-2009): Estou há uns bons minutos para escrever qualquer coisa neste "p.p.p.s." e não me sai nada. Ou melhor, sai tanta coisa ao mesmo tempo que não consigo escrever nada. "p.p.s." para ti. Obrigada. E já me fazes feliz... tu sabes. <3

P.P.P.P.S. Reli o post e de repente senti-me pedinchona. Muito. Porque sinto que não há mas nada que eu possa pedir do que o que tenho... *feliz*

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Like i didn't know...



You really do have the worst timing ever!
Or maybe you're just stupid...
(you know who you are, though you don't read my blog)

But I truly don't care,
not anymore! =)
(And so you know, I didn’t ask because I didn’t want it)

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Vão ver que vale a pena =)


Madagáscar 2

(preferia a versão original, se bem que o Melman com voz de Bruno Nogueira...)

E assim se passa uma noite divertida no cinema

(mas mais porrada não...tá?) ;p

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Ai que rebeldes que nós somos... #3

"Há que viver sonhando,
perdendo ou ganhando..."
La la la la la...


São mesmo rebeldes eles, 00:11h e insistem!
(Eu sei que os meninos dos Morangos usam STAMPS mas será que a produção da SIC é mais forreta que a da TVI e não dá relógios aos meninos???)


Ah, e aquele brasileiro (nada contra eles no geral...hum...) já me está mesmo a irritar!
Contratem portugueses porra!
E quem é que escreve mesmo aquelas letras...?????????

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Ai que rebeldes que nós somos... #2

Pois é...
Gravações hoje e amanhã das 14h às 00h.
Ou seja, ainda estou a gramar com eles!
E o pior é que daqui a nada sei as musiquinhas pirosas de cor!!!!!!
Bah!
Ah, e já tive direito a count down para 2009!
Digam lá que não é bom...


Ah, espera, agora decidiram cantar "a casinha" de Xutos.


"Contigo para sempre...", "... eu vou resistir!!", "baby, i go crazy...", "eu e tu, somos um..."
É um reportório fantástico!! (parece a Floribela...só que rebelde).

Ai que rebeldes que nós somos...



Estava eu muito sossegadita em casa quando começo a ouvir algo a que uns chamam de música, mas assim do mais piroso possível. E penso "Mas que merda é esta?!"
Então decido consultar o belo do site da Câmara Municipal aqui do sítio para ver se me podem informar do que se passa aqui à frente da minha casinha...
e dou com isto.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Uma da melhores notícias do ano!

(para não dizer a melhor!)
Lembram-se do meu vizinho de cima aqui da loja?
Aquele que me fazia sentir que das 18:30h às 19h e... (conforme a hora a que saio) trabalhava (eu) numa casa de banho de uma qualquer discoteca por sinal muito má...
...tchan tchan tcharan..........!!!!


MUDOU-SE!!!!!!!!!
=)

domingo, 30 de novembro de 2008

Desafio #3



Descobri um desafio interessante num blog de artesanato giro
e decidi desafiar umas quantas pessoas.
Alterei um pouco o desafio uma vez que o livro que tinha perto de mim não tinha 161 páginas...
=)
O desafio passa portanto a consistir do seguinte:
Pegar no livro que temos mais perto, abrir numa página completamente ao calhas e transcrever a primeira frase completa que lá aparecer. Ah, e temos de dizer qual é o livro.
Quanto a desafiar outros não existe um número concreto, cada um desafia quem quer, mas não exagerem, ok?! (ah, e convém avisar quem foi desafiado...)


Eu abri o livro "Alice Do Outro Lado Do Espelho" de Lewis Carroll na página 125 e a primeira frase encontrada foi "- Ela está naquela fase em que se quer negar alguma coisa... só que não sabe o que é que há de negar - comentou a Rainha Branca".


E agora desafio:


- Pipoca
- R.L.
- Zanine
- Vivianne
- Juliette
-
- Spirit
- Então oh coisinha?
- Trindade
- Robene

Devaneios nocturnos #4



Is not trying I'm afraid of...
...is getting hurt.

sábado, 29 de novembro de 2008

Desafio #2

Porque a S.Tear me desafiou.
E eu não sou rapariga de recusar um desafio.


A ideia é dar-vos a conhecer 8 sonhos que eu tenho e desafiar 8 pessoas a fazerem o mesmo.
Mas não me apetece desafiar ninguém.
Quem quiser ser desafiado e ainda não o tenha sido, considere-se desafiado por mim.


Então cá vai:


- o maior de todos os meus sonhos é simplesmente ser feliz (e não, não é um desejo egoísta uma vez que não sou completamente feliz se as pessoas de quem gosto não o forem também);
- ter dinheiro suficiente para manter o atelier, e num futuro relativamente próximo poder comprar casa e investir no meu trabalho;
- viajar (gostava de conhecer Florença, Milão, Barcelona, Nova York, Amesterdão, Londres, Santorini, Tokyo, Turquia, e muitas outras cidades, [voltar a Paris]);
- encontar alguém que me faça realmente feliz (pois, está incluído no 1º mas não importa);
- hum… eu gosto de morar em Torres Vedras, mas também gostava de ficar com a casa de Santa Cruz e poder continuar a lá ir quando quiser e acordar e poder ver o mar…
- não deixar de fazer nada que sinta ser certo para não poder vir a arrepender-me de algo que não fiz (outra vez);
- ir a um borboletário (pode ser ao do jardim botânico) - lembrei-me disto agora...
- a oitava fica em aberto para algum outro sonho que surja... ;p


Guess that's all.
Olhando para os meus últimos posts... isto anda a correr mesmo bem...

F*ck!!!!!!!

Operação stop.
Tudo em ordem.
E quando ia a arrancar bati.


E não ganhei o euromilhões.


Ya, estou f*dida...

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Tomorrow

I'll have the day off from work...
...to work.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Please...



Give me back my ice cube!!!!!!!!! =S






(aka. devaneios nocturnos #3)

domingo, 23 de novembro de 2008

As sagas continuam...



Porque há manhãs que não correm especialmente bem (ou devo dizer tardes... já passava do meio-dia) e mesmo assim não nos conseguem tirar o sorriso da cara. É o que vale! =)


Queria apanhar o autocarro das 13:30h no Campo Grande.
Saio de Santos às 12:30h.
Desço Santos nos meus Fly de 8cm. Cais do Sodré.
Decidiram fazer uma simulação de sismo.
Onde, onde?! Entre Alvalade e Telheiras. Fuck.
Apanhei a verde e saí na Baixa-Chiado. Apanhei a azul para sair no Marquês, mas apesar das letrinhas giras a passar coincidirem com o audio das estações por que passávamos não coincidiam com a realidade. Eu ia distraída... Quando ouvi "Marquês" estava já em S. Sebastião e as portas a fechar! Just great...
Saí na Praça de Espanha e voltei para trás.
Ao passar no Parque, abrem-se as portas e ouço "Situação na linha verde normalizada".
Fucking great! Se tivesse seguido a verde já lá estava... Marquês.
Apanho a amarela. Ao chegar ao Campo Grande o metro pára, antes de entrar mesmo na estação. São 13:30h e vejo o autocarro lá em baixo...
Assim que as portas abrem desato a correr escada abaixo e assim que chego à rua vejo o autocarro a ir embora.
Boa, mais 1h até ao próximo autocarro.
E podia ter ficado por aqui, é que podia mesmo! Mas não ficou.


A partir daqui já tudo são pormenores e eu já ria sozinha...
Vou ao Joshua's no Alvaláxia. Peço uma pita falaffel.
A empregada diz-me que o colega deixou cair uma das minhas bolinhas de falaffel e que já está a fritar outra. Digo-lhe que não tem importância mas ela insiste. Ok.
Dali a uns 15min o empregado vem ter comigo. "Hum... eu peço imensa desculpa... mas deixei queimar a sua bolinha de falaffel... mas eu vou fritar outra!"
"Ai, por amor de Deus, não vale a pena!" digo a sorrir e quase que a conter o riso mesmo.
Enquanto ele se afasta e rio sozinha deixo cair eu uma bolinha de falaffel...
(olha, olha e agora aparecia eu com uma gotinha assim na cabeça mesmo à anime... - dedicada ao G. =p)
Isto está a correr bem... (ah, e a minha mãe está chateada comigo! Bah.)
São 14:15h. Chega o autocarro. Finalmente.
Tenho os pés feitos num oito.
Com tanta sorte junta ainda se me acaba a bateria do mp3 e se senta alguém mesmo chato ao meu lado...




Essa última parte não aconteceu. =)

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Há dias que começam mesmo bem...

... como por exemplo aqueles em que se entala o dedo na porta da loja logo às 10h da manhã.


(tenho a unha roxa...)
=(

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Desafio!

Desafio que me foi lançado pela então oh coisinha?

Regras: "colocar uma foto individual nossa, escolher uma banda/artista de eleição; responder às perguntas com títulos de canções da banda/artista escolhido; e desafiar 4 bloguistas para passarem a outro e não ao mesmo. "



Banda : (pode ser cantora?) Kate Nash


1) És homem ou mulher? Mariella

2) Descreve-te: Mouthwash

3) O que as pessoas acham de ti? We Get On *

4) Como descreves o teu último relacionamento: Dickhead

5) Descreve o estado actual da tua relação: Pumpkin Soup

6) Onde querias estar agora? Little Red

7) O que pensas a respeito do amor? Birds

8) Como é a tua vida? Stiching Leggings

9) O que pedirias se pudesses ter só um desejo? Nicest Thing

10) Escreve uma frase sábia: The Shit Song *



* Just because I didn’t know what else to put on those two… Oh, and in some of them I didn’t quite answered with the title, but with the music itself.



E como eu sou do contra vou desafiar não 4 mas 5 pessoas:


R.L.

Spirit

Zanine

Robene

Trindade

Para vos dar um cheirinho...




domingo, 16 de novembro de 2008

Right...



Last night I hardly slept at all.
Don't quite know if it was the undulation
or the cats sneezing...

sábado, 15 de novembro de 2008

Nightmare Before Christmas



Hoje pensei muito Nela.
Se calhar o facto de ter lido o teu texto também facilitou isso (não tens culpa!) =)
Por muito tempo pensei que se tinha ido embora, que me tinha deixado. E eu gostava dessa sensação de distância.
Desse desprendimento. De não A ter na minha vida e nem sequer pensar Nela.
Hoje senti que me seguia de longe, observando todos os meus passos, na esperança de que eu caísse.
Porque no fundo Ela sabe, conhece-me, tem plena noção de que este é o melhor momento para atacar.
Sabe que o que faço prevê a sua chegada. Como abuso…
Sei que há limites e que tenho de ter cuidado, porque Ela é esperta e pressente. Mas não há limites agora, é uma altura complicada e nada posso fazer. Sou só uma.
Mas mesmo que Ela venha, e que inconscientemente eu não lhe abra, lhe escancare a porta, Ela há de ir embora.
Faz-se de convidada (indesejada) por um tempo mas depois eu ganho força e grito-lhe que saia, que não é bem-vinda. E Ela vai… devagarinho. Vai fazendo as malas e um dia sem mais nem ontem sai. E umas vezes deixa-me a casa desarrumada, outras, tem vergonha na cara e limpa tudo, e arruma. Mas quando não o faz acaba por vir sempre alguém que me ajuda. E é bom, e volta tudo ao normal.
Cheira-me que Ela vai tentar ficar até ao Natal, mas quando já não houver bolos, vai embora.

(originally written yesterday)

à R.L.

Atrasada...mas tinha prometido

As minhas fotos e vídeos do concerto de Róisín Murphy ficaram muito maus...
Para vídeos pesquisem no youtube e pronto.
Fica uma foto.



quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Feira de Artesanato de Natal

Toca a fazer compras minha gente! =)

E já que estamos numa de publicidade... www.maryagnesacessorios.blogspot.com

Telegrama

Sem tempo para a blogosfera STOP
Muuuuito trabalho STOP
Posto pouco STOP
Leio menos STOP
Assim até ao Natal STOP
Desculpem STOP
Beijinhos a todos STOP

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Looking at the bookshelf I think...

"Something that was supposed to be missing here for almost a month finally is…"

terça-feira, 11 de novembro de 2008

11/11

"A vida sempre me pareceu semelhante a uma planta que vive do seu rizoma. A sua verdadeira vida está invisível, escondida no rizoma. A parte que aparece em cima da terra dura um só Verão. Depois murcha - uma aparição efémera. Quando pensamos no crescimento e na decadência infindos da vida e da civilização, não podemos escapar à impressão de absoluta nulidade. No entanto, nunca perdi a sensação de algo que vive e dura sob o fluxo eterno. O que vemos é a flor, que passa. O rizoma fica."

Carl Jung


Parabéns Pai.

(Obrigada pelo texto C. Não me esqueci...)

Fico feliz!



A minha vida amorosa está uma merda.
Ou simplesmente não está.
Mas estou feliz! =)
Estou "amorosamente" muito feliz por três amigas minhas.
Adoro-vos queridas! Sejam felizes!!
E às outras também, claro, há de chegar a nossa vez... ;p

(à V., C., e G.)

sexta-feira, 7 de novembro de 2008





Fuck,
my heart ain't an ice cube just yet.
It's f*cking friday, and as if that wasn't enough I've just realized that the movie that's passing on FOX channel for over an hour now is "American Pie 2", and it all came back to me when I heard it... "if I could be like that, I would give anything..."
Stupid f*cking salty water drops started to fall…

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

I’m succeeding! I think…








I'm replacing my heart with an ice cube and that's final!
(this weather is helping anyway...)

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Porque conversa puxa conversa...


Inspirada por um post no blog da Spirit e ainda com vestígios mentais de conversas com a V. e com a C. surge este post em forma de teste.
Passo a explicar que o presente serve para averiguar se quem responde tem potênciais tendências psicopatas. Ora cá vai:

"Duas irmãs foram um dia a um funeral.
Uma delas conheceu lá um rapaz e apaixonou-se por ele.
Não o voltou a ver.
Passado um tempo ela assassina a própria irmã.
Porquê?"

(Não vale espreitar os comentários deixados anteriormente. Se os houver...)

Afinal também eu preciso de dormir...


No sábado deitei-me às 19:30h.
Levantei-me no domingo às 11:30h.

(e dormia mais).

Estou cheia de sono.

As peripécias continuaram no dia seguinte


Aquela noite já tinha corrido suficientemente bem no que diz respeito ao meu carro.

Acontece que quando uma pessoa já veio a arrastar a panela do escape por uns 25 a 30km da A8 àquela hora e tal, já só quer estacionar. Então nem liga, é logo no primeiro que aparecer... tinha uma árvore? Se calhar tinha. Devia ter... ah... tinha sim.

Quando na sexta-feira à noite cheguei ao pé do carro deparei-me com isto:
(foto tirada posteriormente, no sábado, depois de mudar o carro de sítio)




E nem digo "WTF?!" porque o que eu quero dizer mesmo é "mas que MERDA é esta?!?!" e respondem-me vocês: "Oh Maria Inês, então não se está mesmo a ver que é de pardal...?!"

P.S. Ainda tenho o porta bagagens num caos, com uma panela de escape lá dentro, dois coletes reflectores atirados ao calhas e um triângulo ainda montado...

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Trick or treat?!


Time ran out


Seven years is way too long.

Da noite de ontem

Deviam faltar 10min para as 21h (hora do concerto) quando consegui (depois de descer a Av. da Liberdade, sem encontrar lugar, constatar que o parque dos Restauradores estava cheio, e tornar a subir) arranjar lugar mesmo no início da Avenida, quase colada ao Marquês.
E toca de descer a dita, nos meus Fly de 8cm.
E entrar no café/restaurante/tasca/merda qualquer mesmo em frente ao Coliseu para comer a pior bifana da minha vida (pois, parece que não foi desta que houve tempo para o sushi…).
Entrámos no Coliseu já passava das 21:30h. Esperámos mais de meia hora pela senhora, tendo em conta que nós mesmas já estávamos meia hora atrasadas! Enquanto isso gramámos com o DJ da Oxigénio… (no comment).
Eis que chega, Róisín Murphy! (algo parecido com uma grande bola de pêlo/plumas preto com um prato no topo) – brincadeirinha!!!
O concerto foi muito bom.
Acabou à meia-noite, e eu, a J. e a C. decidimos que antes de voltar a casa mesmo mesmo bom era ir beber um copo ao Hard Rock Café. Até aí tudo bem. De saída e prontas para subir a Avenida.
Até aí também tudo bem. Entrar no carro, e seguir. Certo.
Íamos nós já na A8, a passar a saída da Venda do Pinheiro, quando o “ligeiro barulho” que o meu escape andava a fazer (com conhecimento do meu tio e mecânico, não sou doida… ;p ) se transformou num som mais “chamativo”. Olho para o espelho retrovisor e vejo faíscas. Ok, é desta que a panela fica pelo caminho. – penso. Toca a parar em plena auto-estrada, vestir o belo do colete, pôr o triângulo, acordar o tio… “Tenta prender isso” disse ele.
A Inês pôs-se debaixo do carro e tentou prender aquilo. Achou que tinha conseguido. Entrou de novo no carro, seguiu, e 1km (mais coisa menos coisa) depois descobriu que afinal não tinha conseguido nada. Voltou a cair… antes caísse de vez… mas não.
Sem mais ideias, fizemos o resto da A8, até Torres Vedras, a 30km/h, 4 piscas ligados, a arrojar a panela do escape pelo alcatrão molhado. (ah, pois é, eu não tinha referido que estava a chover, pois não?!) (Imaginem só a cara do senhor que me atendeu nas portagens…)
Eram 3h quando cheguei a casa.

Conclusão: não voltar a levar o meu carro para mais nenhum concerto no Coliseu. Não é E.?



P.S. Eu depois posto uma foto ou um videozito...

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Midnight cooking


Ontem deitei-me às 2h da manhã.
Estive a fazer bolachas.


Yesterday I went to bed at 2 a.m.
I had been baking cookies... ^^



An invitation out of the blue

Não gosto de mudanças de planos em cima da hora.
Dão-me cabo do sistema nervoso.
Mas gosto de programas inesperados e surpresas boas!
E foi assim que ontem, ao final do dia, recebi um telefonema da J.:
“Queres ir amanhã ao coliseu ver Róisín Murphy?!”
E diz que (ainda por cima à borla) eu quero!!
E para ser perfeito antes do concerto janta-se sushi.

Programas destes querem-se, e aos molhos!! =)

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Today I feel like posting photos...

...today I feel "visual".


* mine were better.
** I really love to live here...

E depois há domingos extremamente agradáveis...



"Está um dia lindo. Não estou feliz, mas tudo o que me rodeia neste momento me faz sentir bem.
O sol, a brisa, a relva, o som das crianças, das bolas, dos papagaios de papel...
Dispo o casaco. Trouxe um vestido cai-cai. Apesar da brisa incessante está um calorzinho agradável e sabe tão bem.
Estou rodeada de gente, mas sozinha, e hoje é bom. Aproveito para ler.
Este relvado imenso, mesmo à porta de casa, ao fundo os montes, os moinhos eólicos... Cheira a utopia de tão bom.
Gosto mesmo de viver aqui.
Começo a sentir-me feliz. Só peço mais dias assim."

Love to receive flowers...



We both thank you E.

sábado, 25 de outubro de 2008

O que vale...

...é que segunda ou terça-feira volta tudo à "normalidade"...

Passo a semana toda muito bem...

...chega a sexta-feira e está tudo estragado.

(lembro-me de quando era ao contrário...)

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Tinha de partilhar...

Estava eu muito bem na CASA, a ver as novidades... quando olho para o lado e vejo uma senhora, que aparentemente teria uns 47 anos (número mais bicudo...) em soutien.
De renda.
Eu devo ter feito um ar tão "wtf?!" que a senhora, de camisola na mão, apressou-se a dizer:
- Eu só queria despir uma... mas a outra veio atrás!
Eu sorri, desviei o olhar e segui o meu caminho.
Ele há com cada uma...





Dedicado à E.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

domingo, 19 de outubro de 2008

A toast to this post

SMS I got from V. today.

"Vi duas pessoas com t-shirts a dizer "Abra a porta a Jesus".
Tranquei a porta.
Jesus não usa t-shirts tão clipart.
Ele está em todo o lado, não precisa de abrir a porta."

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

...e continuo à espera.
Ainda que não o diga,
ainda que não o mostre,
ainda que não pense nisso 24/7...
mais que não seja porque não tenho tempo.

Mas espero.
Com calma.
Com paciência.
Sem impulsos.
Sem "pancadas".
Sem insistências.

Sem te pedir que venhas,
que vejas,
que sejas,
que fiques.

Quando quiseres dizes.
E eu hei de estar à espera.

Ou então não.


terça-feira, 14 de outubro de 2008

Cap ou pas cap? #2

Não postei o post anterior no dia certo porque não ia fazer diferença.
Não o postei porque já não está certo a 100%.

Ou melhor, está tudo lá, menos a caixa.
Porque não a acabei.
Porque não a comecei.
Porque se calhar tive medo que fosse um desperdício, que não lhe ligasses, que não a quisesses.
Que não entendesses sequer porque ainda nem viste o filme.

Porque não disseste mais nada e eu esperei.
E tinha sono.

CAP OU PAS CAP? [aka] O post que esperou um mês para ser postado...

...e que já devia ter sido postado no domingo passado.


Serei só mais uma, ou simplesmente “a outra”, mas a outra de sempre…
Uma “outra” “especial”…
Porque como costumo dizer, antes ser a outra que ser a namorada encorn…

Porque não me importo que tenhas alguém na tua vida, desde que me deixes fazer parte dela também. Mas parte a sério, parte como quero ser, e parte constante, regular… Será que só não me importo porque sei que se eu fizer parte da tua vida dessa maneira é porque a parte que ela é não é assim tão importante?

Será que para ficar contigo tenho de acabar enfiada num bloco de betão?
Trágico…

Sugeria que tentássemos, mas que tentássemos de verdade.
Ser nós mesmos mas juntos.
Sugeria… mas já sugeri e disseste “pas cap”.

Sugiro de novo. Insisto.
Como tu insistias. E eu cedia…
Porque não cedes também?
Só uma vez… só mais uma vez…
Sempre a última que sempre a primeira de muitas outras.
Para sempre? Talvez…

E vejo uma caixinha de lata rolar pelo chão.
Ou ouço-a simplesmente.
E por vezes dou comigo a pensar “quelle conne…”
E sou. Continuo a ser. Continuo a tentar, a rir, a chorar porque é só o que sei ser.

Mas sem ti dói mais.
Porque gosto de ti demais e agora admito-o abertamente.
E hoje insisto mais uma vez.
Com direito a caixinha e tudo.
(promete-me que vês o filme…)
Cap ou pas cap?

domingo, 12 de outubro de 2008

Corte

Bem, em vez de às 11:30h foi às 18:30h, mas o cabelo está cortado.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Just so you know #2

Amanhã (se não houverem mais consultas, vacinas, telefonemas do emprego ou outros quaisquer imprevistos) vou cortar o cabelo.

Só mais um dia daqueles

Eu já não tinha dores de dentes/gengiva/língua (e o caralhinho...).
Alguém me marcou uma consulta, me cobrou 60€ e me deixou cheia de dores.
Alguém critica que há loiça para lavar.
Eu penso, pronto, eu quando chegar lavo.
Mas essa pessoa vai-se pôr a ver o "Pretender" e o "Você na TV".
E eu perco a vontade.
Alguém se esqueceu de pagar a internet e pede-me (logo hoje que eu tinha coisas para fazer!) se posso passar nos correios a tratar disso (tendo em conta que fui duas vezes aos correios esta semana!)
Alguém me diz "Anda aqui ver isto (na tv)." e eu já irritada respondo "Tenho mais que fazer!"
Alguém me liga às 10:30h a pedir se posso ir trabalhar às 13h (quando era suposto só ir às 17h e já tinha o dia organizado e efectivamente com coisas para fazer).

E depois admiram-se que eu fique com um humorzinho de merda!!

O que vale é que há gente simpática que nos faz sentir melhor...

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Fofinho

Saiu há pouco aqui da loja uma senhora que dizia que era tudo muito fofinho.
Isto era fofinho, aquilo era fofinho...
E sabem que mais, por estranho que pareça ela não era chata nem irritante, era...
fofinha! ;)

Mal-entendidos

Para o caso de alguém ter pensado que o post de ontem tinha alguma coisa a ver com droga (ou não tivesse eu falado dela, e com anões, brancas de neve e trocos nunca se sabe...) ou que eu escrevi aquilo com a moca ou coisa que o valha eu venho já aqui esclarecer tudo!
Entrou mesmo um anão na loja.
E queria mesmo trocar as muitas moedas por uma nota ou qui ça por menos moedas.
E eu como também não tinha muitos trocos na caixa fiz-lhe o favor.
Estamos entendidos?!

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Hoje senti-me a Branca de Neve

mas só havia um anão.
E perguntou-me se eu queria trocos.
E eu lá lhe aliviei o peso da algibeira.
E foi um pouco surreal...

terça-feira, 7 de outubro de 2008

E depois as coisas melhoram


Volta e meia acontecem-me destas.
Não foi a primeira e não há de ser a última.
Mas sabe bem haver alguma interacção desde que no fim acabe tudo em bem.
E pronto, hoje foi melhor.
(e pus de parte o zoloft que trazia na carteira ainda que com a validade expirada há 3 meses, porque como diz o outro "nunca sabe-se...").
Para a semana há mais (ou não...)


segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Não me digam nada!!!

Ontem o dia não podia ter começado melhor nem acabado pior!!
Pois, se calhar a culpa até é toda minha mas... (cliché) "Foi ele que começou!!!!!!!!!!!!!!!!!!"
E não é que foi mesmo?!
“Ah, quelle conne!!!!” – entenda-se EU.

Hoje acordei com vontade de... me atirar de novo do miradouro da Formosa, vá.
Peço desculpas (orgulho só q.b.) e não adianta de nada. Ou de muito, anyway.
Passo três peças de roupa a ferro, levo-as para o quarto e uma desaparece misteriosamente enquanto abro a porta ao carteiro.
Corro a casa inteira à procura do malfadado top preto. Em vão.
Estava tão irritada e sentia um buraco negro na minha cabeça de tal maneira que até no frigorífico eu procurei o raio do top. Nada.
Enfim, calço os meus Fly com o salto de 8cm e penso que assim e com um xanax em cima o dia há de melhorar.
Mas não há xanax e o zoloft está fora do prazo de validade. So much for the drugs.
Os sapatos, que já calcei 500 mil vezes, e que apesar dos 8cm de salto são super confortáveis, hoje fizeram-me bolhas.
Lá arranjei os sacos para levar para o atelier. Quilos. E uma placa de k-line gigante. O carro não pegou.
Sim, levei tudo a pé.
Cházinho de tília. Ajuda mas não resolve.
E neste momento só me apetece mandar tudo à merda e ir ali à farmácia (ou a casa da tia) buscar uma caixa de xanax, emborcar e ficar a dormir 3 dias. Pelo menos.

P.S. Lá pelo título não se inibam.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Piadas

Cheguei à (brilhante) conclusão de que não sou naturalmente "piadética".
Ora note-se, não escrevo nada com a mínima piada há imenso tempo...
...e tenho saudades.

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Há sinais e sinais


E depois a parte difícil é saber em quais acreditar...
Ou isso ou ignoro-os a todos e faço o que me dá na cabeça!

Por isso quando passa um carro pela porta da loja (um dos 500 mil ou mais que passam por dia) e ouço da música este pedaço "...reminds me again it's worth it all..." (from Within Temptation's "Memories") sinto-me mais feliz. =)

As paredes azuis e brancas...

...cada dia que passa ganham mais cor.
E forma. =)

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Porque acho que ainda não vos disse...

...que este é o meu filme preferido de todo o sempre!
(conseguiu ultrapassar "o fabuloso destino de Amélie").



"Jeux d'enfants" de Yann Samuell

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Just so you know



Já estou melhor dos dentinhos e boca em geral.

The objects

It's still there.
Maybe he went and left it behind...

Should we trust books? #2

So yesterday I went to Bertrand, again.
And once more the book answered me.
It couldn’t be clearer. It answered to what I asked now and to what I asked before, after it gave that other answer I wrote about on that other post
I putted my hand on the book. Concentrated. Deeply thinking about how sick and tired I am, and how I feel nothing could work right now, no matter what I do or how hard I try.
And I asked “What the fuck am I supposed to do???”
I opened the book, and written on the page was: “You’ve been there too long”.


Does that mean I'm supposed to give up?!

sábado, 27 de setembro de 2008

"...the looser has to fall..."



Have you ever wanted something so bad, for so long, that you get tired of fighting for it?
That you just wish for once you didn’t have to do anything and it would fall right into your hands?
I still want it. So, so bad.
But I’m running out of ideas. Of plans… (I know I have one but…)
It’s like I know it has to be mine, but, what the hell am I supposed to do?
I’m so sick of waiting.
And yesterday I saw it, for my surprise. Today I saw it again. God, I missed it. The feeling.
And today I feel tired. I feel so tired I wish I could go home and cry myself to sleep.
And sleep all day long.
Today was a day to be happy. I should feel happy. I woke up alright. Now I’m not.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

dia-a-correr #2

Como anteriormente dito, hoje foi um dia igualmente a correr.
Mas bom. Produtivo.
Dinheiro gasto à brava mas... não, gasto não, investido.
E simplesmente para marcar o dia tenho que dizer que as nossas idas juntas a Lisboa correm sempre fantásticamente bem! (mesmo que em vez de Lisboa seja Alfragide).
E sair carregada de compras do IKEA sabe sempre bem. (eu até gosto de montar coisas! assim escuso de comprar carrinhos ou aviõezinhos para me entreter! - as if i had the time...)
Para finalizar postava o nosso vídeo fantástico a dançar no armazém... mas é melhor não.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

"dia-a-correr"



Definição de "dia-a-correr":
Aquele dia que temos tão programado e tão cheio do início ao fim que não nos sobra nem tempo pra coçar a micose (ou coisa que o valha). E que mesmo assim só correria bem se tudo funcionasse bem, do estilo chegar ao dentista e ser atendida a horas, do estilo ir à farmácia e não demorarem 20min para atender 2 das 5 pessoas que tenho à minha frente, do estilo não demorar 15min para encontrar lugar para estacionar...e por aí fora.

Hoje está a ser um dia-a-correr para mim, e eu odeio dias-a-correr.
Já adiei o resto das mudanças para o atelier para amanhã por falta de opções, e já adiei a ida à farmácia para daqui a pouco (ponho um "volto já" na porta da loja; motivos de força maior!)
Quando sair (ena, ficam a saber o meu dia todo!) ainda tenho de ir às compras com a mãe, jantar pudim e ir para santa cruz fazer ainda-não-se-sabe-bem-o-quê...
Amanhã também vai ser a correr. Ida ao IKEA, resto de mudanças, limpezas, trabalhar, anos da mana...

E pronto, estou ansiosa por ter de novo a boca em estado normal para poder comer comida de mastigar e voltar a escrever posts "melhorzinhos"...

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Ora bem...



...hoje o meu pequeno-almoço foi pudim.
O meu lanche a meio da manhã (que foi à hora de almoço) foi pudim.
O meu almoço foi requeijão e sumo.
O meu lanche acabou de ser um sumo mas daqui a nada acho que se lhe vai seguir um nestum go de chocolate.
Suponho que o meu jantar vá ser pudim, ou qui çá papas ou um iogurte.





Quando puder mastigar vou comer tanto…

O post que era para ter escrito ontem



What do I have to do to get back in the game?
I’m providing the box already…
And today I did something about it.
Kind of a try.
And I got an answer.
But did you really hear it?
(Did you hear me, screaming inside on the other side of the phone?)
Did I keep you thinking?
I hope so.
God, I miss you so much…
I feel you more and more apart every single day that goes by.
Will you be back? And stay, please…


(Since you won't read my blog there's no problem in being specific, right?)


(e dizem vocês: "Põe mais etiquetas na merda do post, põe...!")

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Back...

Começo por pedir desculpa a quem por cá passa regularmente por não andar muito assídua e nem me ter dignado a explicações...
O que sucede é que estive doente, com umas dores de garganta para lá de fantásticas, associadas a febre e afins, com direito a antibiótico, duas visitas ao médico e tudo aquilo a que tenho direito.
Ora bem, hoje acordei sem dores na dita... mas há uns dias que, como se o resto não fosse suficiente, tenho um sizo (agora dois) literalmente a f*derem-me a boca toda! Ele é gengiva rebentada lá atrás, ele é gengiva inchada até cá à frente, não conseguir mastigar rien de rien... enfim... muito bom com toda a p*ta da ironia!

Hoje fui ao dentista. Fui-me lá enfiar, a ver se ele me arranjava 5 minutos para olhar para esta merda. E ele arranjou, enquanto a anestesia da outra fazia efeito.
Viu, mexeu, doeu como a merda e até me veio a lágrima ao canto do olho... (e eu que no dentista nem sou nada dessas mariquices) e depois disse:
- Podes fechar a boca.
O quê?!?! Controla-te Maria Inês, controla-te... É que eu até fechava a boca... se conseguisse!
Eu tenho gengiva por todo o lado! É IMPOSSÍVEL fechar a boca! Tipo bater com os dentes de trás de cima nos de baixo, sabem? Não dá!!!!
Pronto, e é assim que um dentista ganha 50€ extra em 5 minutos...!
Bah! Eu até gosto muito dele... mas fogo, a isto chama-se ser chulada!

Ah... e quanto aos dias sem escrever, para vocês talvez não faça sentido... "ah e tal, se uma pessoa está doente em casa sem nada para fazer devia era escrever mais... não?"
Pois bem, não.
Não, porque eu sofro de uma coisa que não sei se tem nome mas é tipo o contrário da hipocondría (se algum de vós sofre do mesmo faça favor de me dizer pois sinto-me só e incompreendida!). É o seguinte, eu gosto de fazer exames mas para confirmar que está tudo BEM, e quando fico doente também me queixo... mas não é aquele "ai coitadinha de mim" que no fundo está a pensar "toma toma, estou mais doente do que tu!!" e não gosto de falar de doenças... A questão é que quando adoeço fico MESMO deprimida! Ninguém gosta de estar doente, eu sei, mas eu ODEIO, fico triste, deprimida e mariquinhas!
Pronto, agora que já partilhei isto convosco vou para casa que oficialmente o meu trabalho já acabou há 23 minutos...

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Só para melhorar o meu dia...

Tenho neste momento na loja um cliente que de cada vez que pára de falar assobia.
E quem me conhece sabe o quanto eu ODEIO assobios...

P*ta de ironia...

(Ainda por cima aquele tipo que mais odeio...o agudíssimo!
O que vale é que ainda fez uma comprita jeitosa...)

Just thinking...

Sometimes a carrousel-shaped box just isn’t enough to light up my day…

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

'Cause today I feel everything but... logic


"- Contrariwise. - continued Tweedledee - If it was so, it might be; and if it were so, it would be; but as it isn't, it ain't. That's logic."

Tempo

Essa altura em que estivémos juntos parece que foi há cinco mil anos...
Mas o 11 de Setembro, parece que foi... ontem!

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

A melhor do dia!!

Estava eu a pensar que hoje já não postava nada porque não tinha acontecido nada que valesse a pena postar quando, ao descer a rua passam por mim dois miúdos, que me davam pela cintura (tendo em conta que tenho pouco mais de metro e meio), a correr com balões daqueles compridos na zona da braguilha e a gritar:

- SUPER PILA!!!
- OS PODERES DA SUPER PILA!!!!

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Hoje

o que era assim mesmo mesmo fixe era passar o dia todo (noite incluída) a dormir.




Eu sei, o dia até está bonito e nem está a correr mal.
Gasto 60€ numa mala da Pepe Jeans que se calhar não precisava assim tanto como pensava.
Passo na latoaria e venho com uma boa notícia.
Na loja, fora o velho, não está a ser mau.
Planos em vista para sexta, sábado e segunda. (apesar da carteira não esticar...)
E o meu humor nem está assim do pior (não estou "ácida", vá lá...) ;p

Mas sinto necessidade de dormir. Muitas muitas horas. Descansar tudo. E depois vai ser melhor.
Ou isso ou dar-lhe outra vez no ginseng e afins.

Ai a merdinha...

Oh miga, olha que parece que não é só contigo que os malucos vão ter!!
Devias ter estado aqui na loja há 5 minutos!

Entra um velhote:

- Vende-se?
- Pois então, vai-se vendendo... - respondo eu enquanto penso de onde caiu esta ave rara.
- O Dr. Sardinha mora aqui?
- Mora ali na casa ao lado, a vivenda.
- Mas isto também é dele não é?
- Sim, o prédio também é dele...

(Chega-se ao balcão e estende-me a mão. Lá lhe aperto a mão a pensar, mas porque é que ainda não te foste embora...?)

- A menina trabalha aqui?
- Pois... (parece que sim, não é? Ou se calhar estou só a enfeitar e ainda não tinha dado conta...)
- Então e o seu marido também trabalha cá?
- Eu não sou casada.
- É divorciada?
- (WTF???) Hum, não... eu tenho 22 anos.
- Então, já podia ter filhos.
- Pois...
- Eu sou viúvo. Mas a menina é muito bonita, é muito querida... só tem uma coisa que, se me permite...
- O piercing.
- Pois, porque é que tem isso?
- Porque gosto.

(blá blá blá conversa de merda, e se mora cá e se tem irmãos e que não se deve vender muito só no natal e o caralhinho...)

- Então e já agora qual é a sua graça?
- Inês. (ah ah, e eu podia não saber o que é que ele estava a perguntar, é que podia mesmo!)
- Ah, que nome tão querido... se tirasse isso... e dois brincos numa orelha... fica bonito é só um, assim uma perolazinha pendurada…
- (uma perolazinha saíste-me tu!) Pois…
- Bem, se calhar tenho de ir andando.
- (se calhar?!)
- Quando voltar cá a Torres passo cá para ver se já tirou isso. Posso dar-lhe um aperto de mão?
- (que remédio, desde que isso signifique que vais embora!)
(aperto de mão que dura mais tempo do que era suposto)
- Já chega. – digo.
- Pois, então adeus, desculpe.

E assim que o vejo virar a esquina vou à casa de banho lavar as mãos.

"Um post sem graça" ou "Tempo para publicidade" III



Só para avisar que finalmente actualizei o meu outro blog...







terça-feira, 9 de setembro de 2008

Mamma mia!


Gostam de cinema?
Gostam de musicais?
Gostam de Abba?
Gostam de filmes de chorar a rir e às vezes sem ser a rir também...?
Gostam da Meryl Streep?
Gostam do Pierce Brosnan?

Então não percam este:



Eu gostei!!!

Should we trust books?

Yesterday I went to Bertrand and I saw one of those books I like to play with...
"Love Answers". One of those you put your hand on and secretly make a question and then open the book in any page and supposedly it will answer you…
So there I was, with two friends, I picked up the book and they both made their questions. Like always the book didn’t give clear answers. But when my turn came, I made the question and opened the book and the page said “Don’t wait too long”. I was a bit shocked. They gave me that look like “the book is right, but that’s nothing we haven’t told you yet…”
I just said:
- The thing is you don’t know my question!! I asked “Should I wait?”
Never a book had been so straight with me…
Shit.

Now a question you might help me answer:
- How long is “too long”?!

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Mudança de planos!



"Ice Cube"* ended up last saturday night at THE Cube.*


first* - aka myself
second* - leia-se Kubo (era só para soar melhor na frase...)


[and she wants to go there again]


(oh, she was suppose to be at "festinha parola da Ota")
;)

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Sonhar não faz mal...



Quando hoje de manhã de dentro da banheira te ouço perguntar:
- Queres andar de elevador, daqueles do lado de fora...?
Penso "wtf? Se calhar estou a sonhar e aquilo há pouco é que era real..." =)
E pergunto:
- Hum?!
- Aqueles das mudanças. - respondes - A L. está a fazer a mudança.
E penso "Shit, afinal a realidade é mesmo isto..."

Acontece...



Ontem escrevi um post.
Quando o acabei percebi que só o vou postar daqui a um mês e pouco.

"Um post sem graça" ou "Tempo para publicidade" II



Visitem-me (se não tiverem nada melhor para fazer) na Feira Rural em Torres Vedras no próximo sábado, das 8h às 18h, nos Paços do Concelho. Banca de artesanato.
Blog desactualizadíssimo (por enquanto) aqui.

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Sinto

um alfinete a picar-me o coração.
Não é uma faca, não é um garfo.
É mesmo um alfinete.
E pica mesmo. E dói.

Tenho um pin que diz "fica".
Mas confirmei e o alfinete está fechado.
Talvez ainda assim seja ele que pica.
Mas não o quero tirar...

Hoje apetece-me gozar com...


EMO

"Because fixing your problems would require actual effort"

E deixo-vos com esta:


"And remember kids, it's down the road, not across the street!"

Esqueci-me de postar esta ontem

Na loja.
Menina brinca com bonecos e serviço de chá em madeira enquanto a mãe e a avó dão uma volta pela loja e fazem compras.
Ouço a menina dizer:
- Toma, o teu leitinho (enquanto coloca a chávena à frente do boneco sentado na cadeira).
Pega no bule, vaza mais e continua:
- ...e um bocadinho de sake.

Juro que ela disse sake!!!

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Saudades

das tardes...
e das noites...






segunda-feira, 1 de setembro de 2008

WTF?



Porra! Esta é parecida com a outra!!!

Weekend update

Yesterday I cried myself to sleep.

Sinto-me qual barata tonta.

A noite de sábado (não) podia ter sido pior.
Ao menos as caipirinhas estavam boas.

Aquela foi a melhor tarde de praia deste Verão.

E parece que diz que a modos que Setembro entrou, assim de repente e sem pedir licença... =S (se calhar é bom).

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Escolhas


Tudo na vida se resume a escolhas, certo?
Essas escolhas determinam o nosso destino, o nosso futuro...
Se eu hoje fosse pela direita em vez de ir pela esquerda não tinha encontrado aquela amiga e ficado a falar com ela 3horas e chegado tão atrasada ao emprego que fosse despedida e por isso tivesse que procurar outro emprego que se revelaria o sonho de uma vida e... (nada disto aconteceu...divago.)
Mas deu para entender, certo?
Só que quando a escolha é "vou pela esquerda ou pela direita?" não parece importante...
Mas se a escolha for "digo qualquer coisa ou não digo nada?" parece logo que tudo muda!
"esforço-me e luto pelo que quero, ou não faço absolutamente nada porque se tiver de ser meu há-de cá vir ter?" fuck... baralham-me as ideias.
Hum... se eu falar pode correr ou muito bem, ou estragar tudo, ou simplesmente não mudar nada.
E agora? Aquilo que eu faço ou não faço pode decidir basicamente o resto da minha vida (ou estarei a dramatizar e com muito pode decidir os próximos 4meses...? ou as próximas 4horas...)
As minhas dúvidas existenciais e afins é que acabam por me lixar a vida... ou com muito por me fazer perder grande parte do meu tempo. Significará isto que devia ceder aos meus impulsos? (mais ainda???) shit!

Aceitam-se sugestões.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Porque é que

a visualização, ou a não visualização, de um determinado objecto, que nos transporta a alguém, em determinado sítio, nos faz sentir coisas tão diferentes como tristeza, felicidade, ansiedade, simples nervosismo, nervosismo estilo "vai-me dar uma coisinha má", preocupação, calma... se alguém consegue entender o que quero dizer pode continuar a lista.

E lá estava ele, ao contrário dos outros dias...
E senti-me mais descansada, talvez até feliz.
Hoje já não choro.

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Ai, se não fossem

as paredes azuis e brancas...

A minha primeira multa



Desta vez é a sério.

Chego a Torres, abro a caixa do correio e... carta registada.
Em nome do meu pai.
Remetente: GNR

Fuck.

Vou buscar a carta.
Multa. Carro estacionado em cima do passeio, em Santa Cruz, em frente aos correios!
(estão a gozar comigo??? Nunca há lugares, e foi só por umas horas, num domingo!!!)
Não, espera lá "impedir a passagem de peões"?!?! Estão mesmo a gozar comigo!

Resumindo: 60€

E agora não me apetece falar mais disso, ok?

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Still...

Caiu-me tudo outra vez e lá se foi o último jelly bean.
Cheira-me que isto já não vai lá com bolinhas de sabão.
(nem daquelas com fumo que eu gosto mesmo de rebentar...)

Fuck.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

f***-se, car***o, merda, porra!!!!



Vou só ali atirar-me do miradouro da formosa e já (não) volto.

Coisas de praia

Praia de Santa Cruz*

Passa uma avioneta:
"EM FÁTIMA VISITE MUSEU DA CERA"

WTF???

(on August 10th)



Dias antes, passa outra:
"ELIANA, ÉS O MEU MUNDO. AMO-TE MUITO"

Quem é que disse que já não há românticos, hum??



*(não interessa qual pois passou em todas)

Continuo a divagar...

E penso em mim.
Obrigo-me a pensar em mim.
Porque se não for eu és tu.
E tu és grande, e tu tens força e eu não quero.
Ou quero, muito.
Mas não devo.
Ou devo e não posso.
Porque podes, e sabes, mas achas que não deves.
Porque sou pequena e fraca.
Porque não importo. E tu importas demais e fico cansada.
E não me cansas.
Porque quero embriagar-me de ti.
Porque quero mergulhar em ti como num livro.
Daqueles que prendem, porque prendes e vicias.
E não sei dizer se é um vício bom ou mau.
Porque hás de me matar, mas sem ti não vivo.
Sem ti fica uma lacuna por preencher.
Porque te sinto e quando não te vejo imagino. Porque preciso.
Preciso como água.
E ouço-a ao longe, salgada e branca e muita.
E mergulho, no som e em mim e em ti. E às vezes dói.
Mas não importa.
Porque preciso, porque quero.
Porque sem ti viver dói mais.



(originally written on August 7th)

Divago

13 gaivotas.
A espuma das ondas,
Branca, fofa, entrelaçada.
Espessa de sujo.
Hoje não.
Muita gente. Não vejo ninguém.
Só carros. Sempre os carros.
E na cabeça Muse. Há três dias Muse.
Porque não me canso, porque vicia como tu.
Mas era da praia que falava…
E está bom. E quero mais. De ambos.


(originally written on August 7th)

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Memória

Ando com falta de memória.
Ou TENHO simplesmente pouca, não sei.
Esqueço-me SEMPRE de qualquer coisa. Sempre, é inevitável.
Por isso já por várias vezes pensei comprar comprimidos, cápsulas, ampolas... da farmácia, da dietética... e comprei, efectivemante.
E depois elas dizem quase sempre lá na caixa que só fazem efeito se se tomarem três caixas de seguida ou coisa que o valha.
Ora eu, para começar, é raro não me esquecer de as tomar, até porque na maioria são várias vezes ao dia. Mas mesmo adaptando para a toma única (por dia) continuo a esquecer-me de os tomar. E depois, quando ao fim de três meses acabo a caixa que era suposto ter durado apenas um penso "Estes(as) comprimidos/cápsulas/ampolas são uma porcaria, se calhar devia experimentar outras..."
E lá vou eu à procura de umas que ainda não tenha experimentado, para no fim não mudar nadinha.
É um ciclo vicioso...

terça-feira, 5 de agosto de 2008

sábado, 2 de agosto de 2008

And this one...

...is for you, my friend. =)

Reminder


No more jelly beans for me today...

quinta-feira, 31 de julho de 2008

Pseudo-férias à vista!

Pronto, é hoje. Daqui a umas horas estou a caminho de Santa Cruz. (longe...) ;p
Um mês inteirinho. E vir a Torres pelo menos duas vezes por semana. =S
Para trabalhar...
E feiras de artesanato aos sábados...
(oh p'ra mim a sofrer por antecipação!)

Mentalização:
“Descanso, descanso, descanso…”

Vou passando por aqui quando der.
Até mais logo e sejam felizes.




quarta-feira, 30 de julho de 2008

Devaneios nocturnos #2


Como gaze que me comprime o cérebro e dói. E espreme-o até jorrar sumo, pelos meus olhos. Encolho-me. Grito para fora ou para dentro? Sento-me no chão. Cruzo as pernas, balanço-me, aperto a cabeça entre as mãos. Sinto-me delirar, demente e fraca. E grito. Para dentro. E o sumo jorra e não é doce, é salgado. E depois já não há mais nada. Bloqueio. Não penso. Já passou.

Devaneios nocturnos #1


Necessidade insuportável e incontornável de dormir. De descansar. Dor de cabeça que me sufoca o pensamento. Coisas profundas que por cá andam mas que saem forçadas, espremidas, irreais, desinteressantes. Por vezes entediantes e estúpidas. É isso, sinto-me estúpida e adormeço. E amanhã acordo com a mesma dor de cabeça, ora grave, ora esdrúxula, ferrada na têmpora esquerda. Sinistra. Vulgar.
E há dias leves e frescos, ainda que quentes, amigos, risos, descobertas, conversas, ideias. E quando chego a casa, desconforto, sensação de não pertença, quero fugir e ser sozinha, porque a dor volta, os pensamentos inúteis, as pessoas que nem gente são que inundam a tela, ainda que seja só uma. Não a tela. Não importa. Afinal não adormeci. E prevejo porque sei, amanhã vai ser igual. Igual mas maior, mais denso (de chatices). E fujo. Não hoje. Talvez amanhã.

terça-feira, 29 de julho de 2008

Afinal ainda há dias agradáveis do princípio ao fim...

(digo eu, se bem que o dia ainda não acabou...)

Hoje soube que o dia ia correr bem quando atirei as chaves para trás das costas e vocês* ficaram a olhar para mim com aquela cara... porque acertei dentro da bolsinha da mala.




* "Antonieta" & "Viviana"

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Porque...

... no sábado (à noite) decidi procurá-lo... e lá estava ele (e molhou-me até aos joelhos e foi bom). Mas a minha dor de cabeça também por lá andava e voltou comigo para casa.
E o humorzinho de merda a modos que teima em ficar.
E se eu postar pouco é só porque acho que para sair esta porcaria mais vale estar quieta.

E agora vou só ali bater com a cabeça nas paredes e provavelmente já não volto.

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Para mim...

Ontem foi Ocean sem Spirit.
(o meu espírito pelo menos... só se estava mesmo no oceano. Mas como não tive para lá ir procurá-lo...)

quarta-feira, 23 de julho de 2008

...

3 awsome

Even in my sleep...



Did you make a pact with my subconscious to drive me crazy??

Espírito do Oceano

aka "Ocean Spirit"


Como se transforma uma noite sem piada numa noite animada (com ela):

Caipirinhas +
You don’t have to be rich to be my girl…
I'm walking on sunshine...
Doctor, doctor give me the news…
Chiclete, chiclete…
Agora, agora, tu és um cavalo de corrida…
Tainted love…
We’re the kids in America, oh…
(and many many more)

e mais qualquer coisinha...


P.S. E cuidado com aqueles meninos que param o carro ao vosso lado e dizem “Boa noite, eu precisava de uma informação urgente… (onde é que é o Living??) Ah, estas são as meninas da coluna…! (Hum????)


segunda-feira, 21 de julho de 2008

Piadas inteligentes (ou não) #3


Blá blá blá conversa sobre confusão que houve no Dali ou algures no cais em Santa Cruz...
- Pois também aquilo é só brasileiros e assim... longe de mim querer pô-los a todos no mesmo saco... (lol)
- Não, põe põe! Todos no mesmo saco! Com pedras, e atira ao rio!!




É uma ideia...

Piadas inteligentes (ou não) #2


Posso usar uma palavra "feia"???
Se responderam não então temos pena...


- Ah e tal... broche. Mas isso é ordinário!
- Não é muito.
- Tá certo... não é todos os dias...

Piadas inteligentes (ou não) #1


E depois de alguém cair naquela do "...e como é que chamas à clara do ovo?"* eu disse que, ah e tal, tenho uma avó chamada Ema e que é um nome invulgar mas que ela até tinha uma vizinha com o mesmo nome! E dizem-me:
- Isso é singular...
E respondo:
- Não, eram duas, é plural...



*conhecem esta, certo???

Not again!!

Porque é que estavas lá?
Outra vez!!!

Porque é que não podes simplesmente ficar ou ir embora?

Tenho dias...

Porque há dias importantes, dias diferentes, dias iguais.
Dias sem nada de novo e dias entediantes.
Dias grandes e dias pequenos.
Dias que nos fazem sentir bem e dias que nos fazem sentir, enfim...

É como certas pessoas,
certas ou incertas...